Canto lento, lento canto

por Paulo Antônio Pereira 

e quando penso, denso, e danço
no espaço, no laço, no arcabouço,
ouço, comparo, paro , justaponho silêncio a silêncio.

sondo, soturno, meço o arremesso
deliberadamente a mente e o sentimento.

Vejo você, dois olhos, dois mistérios
você, espelho, corredor, estátua alada, alento.
você, litania e harmonia,
você, tranqüilo mar de espumas e segredos…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s