Cronos

Por José Fonseca Lara

potamô gar ouk’estin enbênai tó autó (Heráclito)
não se pode pisar com o mesmo pé no mesmo rio.

rio das horas que não para nunca
na correria do devir constante
irreversível fluxo que desliza
brando e suave, no mistério das épocas.
curso do nada, invisível torrente
itinerante lar do que emergindo balouça
nas águas do tornar-se como barco sem rota…
tempo!
arrasta-me a voragem de tuas vagas
impele-me a torrente de ter curso!
mas quem constroi, quem te dirige e ordena
sou eu, que assim contemplo as águas de teu rio.

 relogio-l-prata3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s