Espantalhos

por Paulo Antônio Pereira 

cantei-te as dores dos dias
chorei-te as dores da noite
padre-nosso ave-marias
e canções de ninar, luar, poesias.

gesticulei ao léu como a pedir socorro
e quando fui pensar que respondias
eras tu que socorro a mim pedias,
espantalhos postados frente a frente.

e mais me endureceu o peito feito a palha
e mais roto tremeu meu velho terno
e mais frios senti meus braços tensos,
quando notei que a ti quem assim agitava
não era a dor nem nada: era o vento.

 Espantalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s