Como fazer análise estrutural de um filme – Exemplo de análise de filme de Bergman (pt2)

Análise estrutural do filme ATRAVÉS DE UM ESPELHO (1961) de Ingmar Bergman

por Paulo Antônio Pereira

Os quatro personagens do filme saem de um banho de mar, sorridentes e brincalhões. Estão sozinhos numa ilha. Eles são DAVID, um escritor de renome, pai de MINUS, um rapaz de 18 anos, e de KARIN, jovem esposa de MARTIN, um pescador. MINUS e KARIN correm para casa, enquanto os dois homens vão jogar as redes de espera no mar.

DAVID acaba de voltar para a Escandinávia, depois de uma passagem pela Suíça. Enquanto estendem as redes, MARTIN pergunta se DAVID recebeu uma carta sua, falando-lhe de KARIN, que estaria neurótica. Ele diz que não a recebeu.

KARIN vai com o irmão buscar leite. Conversam sobre as aventuras amorosas do pai, com uma certa Marianne. MINUS comenta que o grande desejo do pai é ser considerado um gênio literário. KARIN brinca com a altura enorme do irmão e goza dele, porque não tem namorada. Ouvem-se trovões à distância e KARIN expressa seu temor por algo inominável.sasom-i-en-spegel_13

MARTIN e DAVID continuam sua discussão sobre KARIN. Havia apenas um mês que ela tinha voltado do hospital, mas continuava a dormir mal e a ter uma audição hipersensível. MARTIN se sente impotente diante do progresso da doença da esposa e, sabendo que DAVID estava muito ocupado com seu romance, teve receio de incomodá-lo com o problema.

Os irmãos continuam sua conversa sobre o amor e as mulheres em geral. MINUS demonstra ser um pós-adolescente sensível e em conflito, que deixa transparecer seu carinho autêntico, ainda que cheio de dubiedade, para com sua irmã.
Após o jantar, os irmãos representam uma peça de teatro em homenagem à volta do pai. O resultado não é muito bom, e todos vão para cama descontentes.

KARIN e MARTIN tentam falar sobre a doença dela, mas não conseguem. MINUS também não consegue conversar com o pai.

Ao amanhecer, KARIN deixa seu esposo sozinho na cama e se dirige para uma habitação vazia, em cuja sala passa a escutar vozes que saem por detrás do papel da parede. Depois disto, vai até DAVID, que está revisando o texto de seu romance. O diálogo fracassa, KARIN deita-se e adormece. DAVID sai, para recolher as redes com MARTIN.

KARIN, ao acordar, resolve mexer no diário de DAVID, onde está anotado que a enfermidade da filha é incurável e que o pai se confessa horrorizado, por sentir que está acompanhando friamente a doença dela apenas por curiosidade.

Ela volta para casa e desperta o marido, a fim de nadarem juntos. Conta-lhe o que leu no diário. MARTIN diz que DAVID exagerou o fato de KARIN poder ter uma recaída.

Mais tarde, KAREN e MINUS, que ficaram a sós, retomam seu diálogo brincalhão e desconexo. KARIN lhe revela suas estranhas experiências auditivas. Leva o irmão até à sala da casa abandonada onde estivera antes e lhe diz que uma espécie de duende vive entre dois mundos, o mundo por detrás do papel da parede, onde deambulam seres estranhos que esperam Deus revelá-los, e o mundo da pequena casa escandinava com seus quatro habitantes (eles próprios!) tão curiosamente incapazes de se comunicar. Faz MINUS jurar que guardará segredo sobre tudo aquilo.

No barco, DAVID e MARTIN continuam sua conversa sobre KARIN. MARTIN acusa-o de ser completamente insensível, e DAVID responde contando-lhe sua frustrada tentativa de suicídio na Suíça. A conseqüência daquilo foi que surgiu nele um grande amor por MINUS e KARIN, inclusive pelo próprio MARTIN. Eles navegam em direção a uma cidade, para fazer compras.

Ameaça chover, as gaivotas gritam no ar. MINUS e KARIN estão sentados no velho molhe. De repente, KARIN, dizendo que a chuva estava chegando, desaparece da vista do irmão. Este a procura na casa, vai até onde KARIN lhe mostrara o papel de parede. Chama desesperado por ela. Volta ao molhe e finalmente a encontra encolhida no fundo de um velho barco apodrecido. Ela o abraça e ele mergulha em seu colo. Ela diz sentir o cheiro de algas, madeira apodrecida, de fundo do mar. Ela o mantém junto a si bem agarrado.

MINUS, comovido, procura convencê-la de ir para casa, mas KARIN diz que está doente e que não pode ir. Ele corre em busca de ajuda. Pronuncia uma oração delirante e desesperada e volta para o velho barco apodrecido.

Por fim, DAVID e MARTIN encontram os dois. Levam KARIN para casa, e ela logo aceita voltar ao hospital.

500fullMas antes KARIN leva os três para a saleta onde ouvia vozes e diz estar tendo uma experiência mística. Afirma a seu horrorizado esposo, a seu pai e irmão, que viu Deus saindo por detrás do papel de parede, e que Deus era uma aranha!
MARTIN lhe da uma injeção. Chega o helicóptero-ambulância e leva KARIN para o hospital.

Somente então DAVID e MINUS conseguem ter um dialogo razoável. Termina o filme com MINUS dizendo – Meu pai falou comigo!

FIM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s