Arquivo da categoria: Uncategorized

Dieta-indireta (conselho triste)

por Paulo Antônio Pereira 

menina, minha menina,
por que você foi ficar assim tão magra,isis
por que ficou com o olhar mais triste,
que foi que te fizeram?

sabe, eu fiquei chateado quando te vi assim
tão resumida a um mísero esquema de vida,
tão carnalmente simplificada…
quem te sofreu tanto
ah, menina do meu sonho, do meu canto!,

tive uma tremidinha por dentro
ao te ver assim, esqueletinho,
me deu um desejo imenso
de te lascar dois beijos em cada lado da cara
de te levar nos braços como criança cheia de mimos…

menina, e se eu pudesse fazer alguma coisa?
te dizer uns troços, te rir, te fazer engordar de tanto rir!
porque te ver com aquele sorriso espremido
um riso que já não cabe na cara,
isso me fez quase chorar de tristeza.

menina, minha menina,
toma juízo e te lembra sempre
que há dia à beça aí pela frente
que o mar é grande
o sol é descaradamente de todos,
e, pelo amor de Deus,
não me deixes pensando e remoendo que estás assim
porque te larguei e não pude fazer nem um gestinho
prá te dar um amor desgraçado, engasgado, atado, maltratado.

me desculpa
me desculpa, viu, menina
e vê se engorda de novo, minha filha.

Anúncios